24 março 2010

mau dia

Hoje, estava a chegar a casa e não toquei fortemente à campainha como costumava fazer todos os dias, não toquei! Alguma força me puxou em direcção à mochila, abri-a e de lá tirei as chaves de casa, não sei porquê. Abri a porta e não fiz como nos outros maravilhosos dias, hoje não. Não dei beijos e abraços à minha doce mãe, hoje, tratei-a como uma estranha. Dirigi-me para o quarto, pousei a mochila e simplesmente deitei-me na cama, sem razão, só mesmo por estar, para ter um bocado de paz talvez, como nos bons velhos tempos. Porém, adormeci e só sei que, quando acordei, lágrimas percorriam o meu rosto sem rumo algum. Limpei-as e voltei ao meu sonho como se não acontecesse nada, sonho esse que me fazia uma chama, um pouco como tu me fazes.
Alguns segundos depois acho que o meu corpo estava suficientemente quente para aquecer tudo o que fosse frio como tu.
Eu não gostava de ser forte, mas de me sentir forte com tudo a que essa palavra tem direito.
Hoje, sinto que a tristeza não é assim tão passageira, eu sei que não é! Estou aqui porque estou, não há nada que explique isto, agora!
Desanimada.

9 comentários:

Anónimo disse...

nao tao bem como ja escrevi. infelizmente. adoro a tua originalidade nas palavras e a forma como as expões!
um beijinho

Anónimo disse...

tu sabes que és capaz. sempre foste.

Anónimo disse...

todos nós escrevemos bem, mas de formas diferentes!

Anónimo disse...

Pensa bem se ele merece o teu sofrimento, não guardes para dentro de ti a tristeza, é pior. E não desanimes, sabes porque? Olha bem à tua volta, os amigos que tu tens que gostam imenso de ti, a família que te ama e te preserva, as coisas boas que a vida já te deu ! Achas que alguém que te ama merece ver-te assim amorzinho? Olha que não.
Olha para cima, estou bem aqui para te dar a mão (L)

Liipa disse...

obrigada :)
também gosto dos teus textos :D

rita disse...

amo :)

luisinha disse...

como se chama a musica que tens no teu hi5? é liiiinda

luisinha disse...

muito querida, ovelhiiinha ivone. obrigada:)

Anónimo disse...

amendoim.