20 fevereiro 2012

Surgiu. Eu a cantar sozinha, a não conseguir ignorar o som. Consigo adivinhar-te. Nunca parei para pensar, em todos aqueles que escaparam antes de ti. A estrada sempre foi a mesma. Sempre te levou até mim. Não me importa minímamente o que dizem, de que talvez teremos de parar, em vez de saltar. Ambos precisamos de mais tempo, mais tempo para treinar o grito perfeito. Estamos a salvar-nos. Diz a essas pessoas que nos vamos perder todos um dia. Deixa-me amar-te.

4 comentários:

Maria Inês disse...

Está tão lindo $:

sophie disse...

adorei!

inês disse...

para nos perdermos temos primeiro de ter certezas de onde estamos, até lá...

matilde valentim disse...

"treinar o grito perfeito" foi uma das melhores metáforas que alguma vez li. tão bom, ivone, tão bom!