02 agosto 2012

Não sei se é por sentir muito, ou se é por sentir da maneira certa...mas sei que quando fecho os olhos é a ti que vejo. O silêncio já não se torna dor insuportável, muito menos a solidão é o que calo. Sei o quanto é real e verdadeiro, não preciso de o dizer ao Mundo... porque o Mundo sabe o quanto eu não sinto necessidade de explicar. É tudo novo para mim. A imensidão das atitudes frágeis e naturais, diante de cada bocadinho de ti que descubro... fazem-me sentir uma criança à espera de uma resposta. Pequena, diante de tamanha descoberta, calma e tranquila. Prestando atenção a cada palavra, uma longa escuta cheia de instantes da vida, em que preciso de me beliscar para perceber e entender que é mesmo verdade. Que está ali. Que encontrei. Que não mais tenho a necessidade de sentir medo. De aproveitar aqueles abraços silenciosos, de poder chorar no teu ombro sem que alguma coisa me impeça. Estás certo. O amor invadiu-nos... e eu não podia estar mais feliz comigo, contigo e com a vida que temos. Amo-te, sempre. 

2 comentários:

ROSLYN disse...

felicidades linda*

disse...

adoro! felicidades, tu sabes! <3