05 julho 2012

Tenho tantas saudades. De tudo o que me movia. Das amizades inseparáveis. Os anos passam e não damos conta de que as pessoas que um dia foram tão importantes para nós, evaporam e mudam de rumo, sem avisar. É triste ver que isto acontece na maior parte dos casos. Ficam marcas e mágoa. Ficam palavras por dizer, lágrimas suportadas e raiva acumulada. Caímos e já não temos quem nos levante. Somos obrigados a cair na real e a perceber que só nos temos a nós próprios, que somos nós o nosso próprio apoio. Não tenho melhores amigos. Tenho pessoas fantásticas com quem passo anos e que evaporam um dia. Gostava de lhes poder dizer que ainda gosto muito deles e que me fazem falta, mas seria inapropriado. Sentirei orgulho, mais tarde, neles e nas pessoas que se tornaram. E sorrirei quando passarem por mim, mas com a alma pesada, por já não fazermos parte da vida uns dos outros. Whatever, feliz e contente à mesma :)

2 comentários:

Aurora disse...

Bom texto!

Khaos disse...

Se não mudares e só te lamentares fica tudo na mesma. O mundo não muda só porque alguém se queixa.