15 junho 2012


6 comentários:

Rute Maia disse...

quem me dera ter cabelo para fazer uma trança destas *-*

Rute Maia disse...

sim, é :c

Khaos disse...

Nesta minha lança
trago cravada teu vulto
Oh que belo fruto
Quem te fiou a trança?

Em calma e medo jaz
Aquela fera mansa
Que mais de mim quereráz

Pedes mais do que meu culto?

Khaos disse...

Um fantasma do futuro
Que me relembras
Infinitamente mouco

Apenas a dor
De nunca te ter
é como um soco

Essas seiva
que te escorre dos olhos
Veleidades de um louco

Khaos

Khaos disse...

Mil moedas de prata pagarei por te amar
Mesmo assim o tártaro me prometeram
Debalde para de mim te tirar
Já muitos em vão tentaram

Khaos

Khaos disse...

Pareces triste a me expulsar
Mas nas tua palavras, um sinal?
De que alcança, quem perdurar?

Khaos