14 dezembro 2011

Se não conseguimos continuar a fingir, algo nos abate e nos faz cair. Digo que não me importo, mas há dias em que acordo e só me apetece ficar em casa para não ter de enfrentar certas coisas. As pessoas, mais do que as coisas, têm que ser bem tratadas. Estamos tanto tempo por nossa conta, somos irresponsáveis e imaturos. Pedimos desculpa mas corremos depressa. Esperamos porque não percebemos. Queremos a alma, só a alma, mas os dias tornam-me cada vez mais fraca, desmotivada e confusa. A verdade é que somos tão frágeis. But who the hell cares?

7 comentários:

Pensador disse...

"But who the hell cares?"

apenas nós!

joana meneses disse...

obrigada :D

inês disse...

Há sempre alguém que se preocupa, sempre

disse...

tu entendes-me!

matilde valentim disse...

o mundo é um sitio estranho... e no fim só nos temos a nós mesmos, sem duvida!

inês disse...

gostei deste :)

Maria Inês disse...

Estou a seguir querida :D