15 outubro 2011

a dor evitada

É certo que a infelicidade não depende apenas da dor, mas a alegria, essa, só devia depender da ausência de dor física. Vinte séculos inteiros e completos não inventaram uma explicação do sofrimento; sofre-se em comparação com o que é não sofrer, e nenhum homem saudável quer ser educado previamente para aquilo que é mau. Já não se treina a resistência à dor: evita-se, sim, a mistura com essa 'coisa' repelente.
Gonçalo Tavares

2 comentários:

- JOANABARBOSA disse...

obrigada ivone linda :)
adorei as fotografias :o

Raquel disse...

E a mim. E há vista dos outros somos sempre tão poderosas e nós sentimos que às vezes já não temos força para aguentar muito mais.