03 outubro 2011

-Adoro o contorno dos teus lábios. Adoro a maneira como coças a cara. Adoro quando mordes os lábios, e quando sorris enquanto lês o que escrevo. E como ficas embaraçada por eu estar a ser assim. Adoro-te.

E como era bom adorares-me. E como era bom adorar-te.

2 comentários:

maria gabriella disse...

oh, que querida :$ adorei

Esther disse...

sim é mesmo..
quanto ao teu post: o amor é como o sol, sabe como renascer!