07 setembro 2011

Isto de não dormir tem muito que se lhe diga, vem tanto ao de cima. Durante estas semanas pus-me a imaginar como seria o nosso reencontro, um reencontro feliz sem obrigações. Agora... agora acho que me vou deparar com um reencontro forçado, triste. É engraçado como uma parte do nosso futuro está sempre nas mãos de alguém. O meu está agora nas tuas.. nas tuas mãos sujas de incertezas e dúvidas. Li em qualquer lado que quando as pessoas mudam, os sentimentos mudam com elas, mas pergunto-me para que foste tu mudar? Não estavas tão bem assim? Há sempre tanta gente que nos questiona, que nos faz questionar... que nos dizem que não somos capaz, que não conseguimos fazer seja o que for e isso irrita-me... irrita-me profundamente. Sabem porquê? Aí é que eu consigo seus filhos da puta! Eu consegui.. consegui calar-vos a boca por muito pouco tempo que fosse e meu deus... só por isso já vale a pena. Conseguirmos lutar por nós, pelo amor que nutrimos, pelo que nos move... é a maior das vitórias! Eu ia estar a mentir se dissesse que não me importo e que o que está a acontecer me passa, eventualmente, ao lado, mas não tenho por hábito mentir a mim mesma... no aprender de esperar, de contemplar, de aproveitar eu encontrei-te. Encontrei-te e vai ser díficil deixar-te partir assim, mas se for essa a tua decisão final, eu vou respeitar. Pois é... saberei daqui a uma semana, concerteza com mais alguma novidade para vos contar.

11 comentários:

Anónimo disse...

Great, love :)

- Flávia.

Sara Almeida disse...

incrivelmente belo, ivone :)

Esther disse...

espero que corra tudo da melhor maneira.

Sara disse...

Gostei sabes? *.*

Sara disse...

Obrigada!

Helena disse...

Gostei mesmo muito do texto.

Catarina Brito disse...

Vai correr tudo bem querida :)

inês disse...

também gostei muito deste!

ines disse...

Ivone, desejo-te tudo de bom

Bruna Torres disse...

acredita em ti :)

Al* disse...

Tanto tempo de espera .. espero que não dês em doida!