24 agosto 2011

Vou-te deixar assim. Vou-te deixar dormir bem, consolado. Vou-te deixar sonhar, pensar, repensar. Vou-te deixar na minha casa, na minha cama e sair para um passeio matinal. Deixo-te o pequeno-almoço, junto com um bilhete: Não te preocupes, não sou uma fugitiva. Saí para espalhar amor. Prolonga o sono e os dias que passamos. Sorri e encosta a cabeça. Eu volto.

5 comentários:

s. disse...

amo, está lindo!

s. disse...

obrigado querida (:

Sofia Moreira disse...

adorei, está tão lindo Ivone!

disse...

obrigada linda*

branwyn disse...

mesmo querido! *.*