01 julho 2011

Pela primeira vez, digo-te que não és fácil de entender. Eu era um coração partido até tu teres aparecido. Tomas-te a iniciativa de o consertar, de o cultivar ao longo do tempo, mas eu morro de saudades e tu não percebes. Pergunto-me se algum dia, de alguma forma, irás perceber. Até lá, afogo-me em pensamentos e em incertezas. Mas afinal o que é que eu represento para ti? O que é que nós somos? Só te imploro para não desistires de nós. Imploro.

7 comentários:

jezebel disse...

força baby ! vai tudo correr bem (pensamento positivo)

Cátia Mourisca disse...

há sempre alguém que está sempre com a pica toda! :)

Al* disse...

percebo esse sentimento de incerteza e de não saber o que somos para o outro. Saudades são boas mas em q.b

Gostei imenso do teu blog *.*
Sigo ;)
Kiss, Al*

Niqui disse...

e sabes que mais ? revejo-me totalmente nas tuas palavras.

inês disse...

obrigada. está lindo o teu post :D

Denise disse...

Adoro. Como te compreendo :x

ines disse...

incertezas, como as odeio