14 junho 2011


Acho que as saudades que nutrimos pelas pessoas nos fazem chegar ao mais fundo na nossa alma. Devemos lavá-la, cuidá-la. Cada canto deve ser renovado. Com cuidado porque - e sempre foi assim - leve e doce, mágica e consciente, paciente e maravilhosa é que ela está bem. Assim está em paz. E eu. Eu... estou tão calma que estou capaz de te dar o Mundo.

8 comentários:

jezebel disse...

obrigada (:
gostei do texto.

Um quotidiano a 1001 cores disse...

a saudade é sinal de gosto, e obrigada* :)

ines disse...

que bela maneira de ver as saudades ivone!

Sara Almeida disse...

adoreeeeeeeeeeeeeeei!

Mafalda disse...

Adorei ivone:)

angélica disse...

gosto muito *-*

andreia resende disse...

adoro! sim é verdade, custa sempre, mas também existe sempre outro caminho..

andreia resende disse...

o melhor!