20 outubro 2009

O maior está ligado ao menor. Tudo é um e um é tudo. Turbilhão de elementos de conexão abraçando o nada absoluto. Derretendo em tiras inúteis. Movendo-se para lugar nenhum. Com destino propósito. Através do tempo e do espaço. Na irmandade com uma presença de uma esfera de vácuo absurdo. Foi sempre um buraco negro sem significado para os que já foram colocados lá, tentando encontrar um fim para tudo isso. Na presença de um reflexo estranho que progrediu. Inconsciente de um plano cósmico distantes:incontáveis séculos de distância. E tinha chegado a hora ... Não havia nada e então ele estava lá ... Então a escuridão desapareceu. Longe das formas aleatórias da natureza, além do conhecimento limitado dos homens. Brilhando no sol da manhã, ele estava de pé, lindo.. Um artefacto levantado no horizonte da Terra, um sentido e uma finalidade para o ser. De além do infinito e além disso, uma comunicação não compreensível. Mensageiro de que era uma vez, ainda é, e nunca vai ser. Passado e futuro no ponto mais baixo da escala. Um sinal dos observadores, gentilmente olhando para os seus rebanhos ... À espera de ser alcançado ... Uma pista de cima. Uma média de colonização através da eternidade, auto-confiante espécie inteligente, usado como rebanho, aumentou para pensamentos e civilização. Para uma meta inalcançável e inexorável. Nada foi aleatório. Uma besta conhecida como a humanidade. Evolução através dos séculos ... Um pensamento como mensagem ... Por causa de quê? :'